WhatsApp

11 9.8359-5149

Endereço

Unidade Bela Vista: Rua Cincinato Braga, 37 cj 92 Centro Médico Pró Matre

Unidade Tatuapé: Rua Nestor de Barros, 116 cj 86 Jardim Anália Franco

Título

Autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et dolore feugait

Depressão atrasa tratamento de infertilidade

Imagem relacionada

A infertilidade é um enorme fardo emocional para muitos casais, gerando depressão e ansiedade em 40% das mulheres inférteis, condição que representa o dobro do observado em mulheres férteis. Na estreia de sua coluna na Rádio USP – “Saúde Feminina” –  o doutor Alexandre Faisal cita dados de uma pesquisa realizada nos EUA, com mais de 400 mulheres inférteis. O intuito foi rastrear a relação entre depressão e ansiedade e o atraso no tratamento da infertilidade.

O fato é que as mulheres portadoras de depressão apresentaram mais dificuldades para procurar atendimento, visando ao tratamento do problema. “Um dos dados da pesquisa mostra que mulheres deprimidas tinham até 45% de probabilidade de atrasar o tratamento da infertilidade.”

Segundo Faisal, a infertilidade leva a mulher à depressão; por sua vez, a depressão faz com que a mulher postergue esse tipo de tratamento. Tudo funciona como se elas não acreditassem no sucesso do tratamento, desestimulando o casal a buscar esse objetivo.

 

Projeto Alfa – Reprodução Humana – Facebook

clinicaromano

Deixe uma resposta